quinta-feira, 16 de abril de 2015

Sobre despedida, musa e soletrar B-Ü-N-D-C-H-E-N


                 Desde que me entendo por gente, Gisele Bündchen é figura inata no cenário fashion,  não houve sequer uma época em que eu não ouvisse rumores sobre ela, visto que nascemos no mesmo ano, eu para a vida, e ela para o mundo. Sim, foi em 1996 meu nascimento, e ano em que a diva viajou a trabalho para Nova York e teve o start de sua carreira. A partir daí, o deslanche foi nítido, desenfreado e brilhante. Sendo decretada como a "modelo do ano" por nada mais nada menos que Anna Wintour, tornando-se a modelo mais bem paga do mundo e orgulho nacional. 
               Após cruzar fronteiras em sua profissão e um extenso período de carreira, aos 34 anos, a top estrelou em seu o último desfile oficial, realizado pela marca Colcci, e diz que irá continuar na indústria e que não descartou a possibilidade de participações especiais nas passarelas em um futuro.
                  
"Foram apenas duas entradas na passarela, sendo que na segunda ela se emocionou e chegou a levar a mão no rosto em um gesto como se quisesse conter o choro. Igualmente emocionado estava o público, que gritava a cada entrada." Fonte FFW

                 Com direito a lágrimas, emoção, Gisele foi Gisele e quebrou dos paradigmas de um desfile, deu tchauzinho para o público do São Paulo Fashion Week. Como fã de Gisele B...(toda vez que vou escrever o sobrenome tenho que dar uma pausa e uma conferida, -me julguem-) Bündchen, eu não me contive e me emocionei ao assistir o desfile da "übermodel", (mesmo assistindo online, chorosa por não estar lá), que com chave de ouro, diamante e tudo o que teve direito fechou mais um ciclo. No fim do desfile, modelos vestiram camisas com estampas de sua face, que no reflexo da imagem de Gisele, expôs uma mulher que esbanja exuberância e personalidade de forma simples e direta, exatamente como ela se mostra na vida real.


Gi (sou íntima mesmo), como disse Tom Brady: "Sua beleza é muito maior do que a que podemos ver."

Por Raylane Bendôr