sexta-feira, 22 de abril de 2016

SOBRE LISTRAS: HISTÓRIA E POPULARIDADE


              Fashionistas vivem falando em peças coringas, aquelas clássicas no armário. Camisa branca? Calça jeans? Elas funcionam, e nos ajudam (e muito) quando queremos uma roupa que coordene, aquela história de otimizar o que temos, e dar mais de uma função e um estilo para o que compramos. Com o passar dos anos essa lista de "coringas" aumentou, e nosso papo de hoje é sobre um novo clássico: as LISTRAS.






            Nem sempre vistas com bons olhos, as listras já tiveram diversos significados, na Idade Média, representavam pessoas "fora da ordem" social, como criminosos, devedores e falsários, diga-me que foi esperto e associou esse fato às fantasias de presidiário, sim, por isso elas sempre vêm listradinhas! Aliadas também ao nazismo, estampou os uniformes em campos de concentração.


            

            Com a mudança de tempos e ideais, o significado dessa estampa também se alterou, começando a representar maior importância, tanto que em 1858, tornou-se uniforme oficial da marinha francesa, por passar a ideia de limpeza e fazer analogia à bandeira, dessa forma, os navegantes eram mais facilmente identificados.

                Mais anos se passaram e as listras entraram de vez no mundo fashion. Exilada, Coco Chanel decidiu se inspirar na marinha local e ressignificar seu uniforme, criando um modelo mais curto. Virou hábito nos balneários franceses, na verdade, tornou-se uma peça para as mulheres que queriam sentirem-se confortáveis, e não precisou de mais nada para que o estilo se tornasse popular.


               As listras atravessaram gerações, transitaram do universo militar para o vestuário dos trabalhadores, e hoje é uma tendência, presente no guarda roupa dos homens e mulheres. Elas se tornaram atemporais.


Créditos:

Macaquinho Jeans - Side Play (antigo nada!)
Jaqueta Jeans - TRF
Cropped - Zara
Bolsa - Zara
Brincos: Quiosque